fbpx

Comunicação ECOlógica – Projeto RElona

Numa sociedade cada vez mais consciente, não basta respeitar apenas os seus clientes, é necessário tratar com igualdade a sociedade e o meio ambiente onde estamos inseridos. Com foco nisso, estabelecer uma meta de redução de resíduos para favorecer a preservação ecológica foi um compromisso da Jungton em todas as suas produções.

Ainda em 2016, através da professora Marta Tocchetto, nos tornamos apoiadores do Projeto RElona, parte do Programa Grupo Incorpore: Ações Coletivas para o Meio Ambiente, da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Uma atitude simples, mas que reduz o impacto ambiental reutilizando lonas na confecção de bolsas, sacolas, estojos e afins.

A função da Jungton nessa empreitada acontece na divulgação do projeto, na doação de lonas para a reciclagem, de ferramentas como réguas e estiletes e na produção de etiquetas que vão fixadas nos produtos. Assumindo a responsabilidade ecológica da nossa empresa, também oferecemos aos nossos clientes a coleta gratuita de lonas e destinamos ao RElona.

Além de cumprirmos nosso papel na preservação do meio ambiente, também conscientizamos o nosso público da importância de apoiar ações sociais voltadas para a reciclagem. Dentro da nossa empresa nossos colaboradores são incentivados à cultura da reutilização e destinação correta de resíduos. Nossos clientes reconhecem a Jungton como uma empresa que cumpre a sua tarefa na redução dos danos ambientais.

Os voluntários do projeto se encontram uma vez por semana para realizar a confecção dos produtos. Uma parte deles é doada como um convite à conscientização coletiva e a outra vira fonte de renda para a Associação de Apoio a Pessoas com Câncer (AAPECAN).

Caso você queira doar material para o Projeto RElona, basta entrar em contato com a Jungton através do telefone (55) 3221.7731 ou pelo e-mail contato@jungton.com.br e realizaremos a coleta gratuitamente.

Multissensorial: conheça como essa técnica de vendas converte experiência em consumo

Se a primeira impressão é a que fica, a comunicação visual cria a experiência no PDV e vira a fotografia que seu cliente armazena como uma memória afetiva. Tudo faz parte das técnicas de venda baseadas em psicologia do consumo para criar um ambiente multissensorial que estimula o consumidor a comprar. Daí em diante, a imagem que ele tem do seu empreendimento é muito mais do que os olhos puderam ver, é um conjunto de técnicas que foram aplicadas para agregar valor a sua marca.

 

A trilha sonora é o conforto

Do planejamento do ambiente à escolha das músicas que tocarão no PDV, as estratégias comunicacionais são as peças-chave que agirão no subconsciente do consumidor e estimulará a aquisição de produtos e a preferência pelo seu espaço.

Nesse caso, a trilha sonora tem o papel de causar conforto e fazer o cliente entender que está em uma loja que tem tudo a ver com os seu gosto. Essa identificação com a música que toca no PDV também relaxa o consumidor e faz com que ele consiga concentrar-se nos produtos a sua disposição.

 

Toque para sentir a qualidade

A possibilidade de contato com o produto estimula a curiosidade e o tato. O sentido do toque é um dos mais importantes na hora de vender algo pois é o que confirma a sua qualidade. Apesar do mercado está migrando também para o online, raramente o consumidor vai adquirir algo à distância sem conhecer a sua marca.

 

 

O cheiro que marca momentos

O cheiro do ambiente provoca reações imediatas que vão direto para o sistema nervoso central. Isso desperta e até cria uma memória olfativa mais intensa e frequente. Sabe quando compramos uma peça de roupa nova e ela exala seu cheiro único? Isso transforma a ação de abrir o guarda-roupas em uma viagem em direção ao local onde vivemos a experiência daquela aquisição.

Comprar entrega dopamina ao cérebro, o hormônio do prazer. É uma ação que nos diz que naquele momento temos o poder de adquirir algo que queremos. Utilizar fragrâncias exclusivas no seu PDV conectam o produto que o cliente consome à sua marca, onde quer que ele esteja.

 

Cenários marcantes e funcionais

A organização visual de um PDV está presente desde o design mobiliário que proporciona circulação e acessibilidade, passa pela iluminação que valoriza o produto e vai até os detalhes do acabamento arquitetônico que identifica a sua marca. Nessa hora a comunicação visual é o que estimula o sentido mais óbvio, a visão. Mas ela precisa ser planejada e executada de forma equilibrada para gerar conforto e segurança, materializando a sua identidade e missão.

Em Santa Maria, a loja de roupa feminina Zana é um exemplo para quem busca viver essa experiência multissensorial. A sua comunicação visual, que contou com a parceira Jungton, está presente na riqueza de detalhes de uma fachada em ACM com elementos vazados, letra caixa em MDF, acrílico e luminosas, placas informativas, sinalização de setores, displays de mesa e até nos adesivos das suas vitrines.

O emprego dessas técnicas regou a árvore da trajetória da loja Zana e o fruto colhido é o sucesso já perceptível nas suas redes sociais. Um conjunto de estratégias simples que ao serem bem executadas fizeram toda a diferença na hora de se estabelecer como a preferida entre seu público. Um exemplo disso é a importância do conhecimento das técnicas de vitrinismo mais atuais para fidelizar.

 

Cupom promocional

Esse conteúdo te inspirou a fazer alguma atualização na Comunicação Visual do seu negócio?
Preencha o formulário abaixo e receba um CUPOM DE DESCONTO ESPECIAL para a contratação dos nossos serviços:



 

VITRINISMO

Como melhorar a porta de entrada da sua loja

LEIA AQUI

Ações que proMOVEM – Projeto Social “Orquestrando Arte”

Apoiar causas filantrópicas promove a interação entre as empresas por intermédio das ações sociais, tornando-se uma relação de benefício mútuo quando o empreendedor participa de projetos de forma voluntária. Além do incentivo social, isso agrega valor à marca e melhora até as relações sociais de seus colaboradores.

Para nós da Jungton, estar presente vai muito além da valorização da nossa identidade. Carregamos como uma de nossas missões o desejo de estimular o desenvolvimento sociocultural dos cidadãos santamarienses. Para tornar esse objetivo real, construímos nosso caminho através de parcerias com alguns projetos sociais, como o desenvolvido pela Associação Orquestrando Arte.

Fomos conhecer a causa a convite de um dos nossos clientes, e como agradecimento recebemos os músicos do projeto para uma apresentação em nossa sede. A experiência foi enriquecedora, e o encanto foi a peça-chave que nos cativou como apoiadores. Atualmente, contribuímos através de auxílio financeiro, doação de peças para a comunicação visual, participando voluntariamente nos brechós mensais e angariando novos parceiros em nosso catálogo de clientes.

Mais do que proporcionar a inclusão social de crianças, adolescentes e jovens através da arte, o projeto também trouxe benefícios para dentro da nossa empresa. Nossos colaboradores ficam à vontade para contribuir com o projeto se quiserem. Seja no brechó, na produção do material que será doado ou como público dos eventos, eles estimulam cada vez mais o engajamento da Jungton em ações sociais e refletem isso melhorando a sua conduta no ambiente de trabalho.

Para conhecer melhor os projetos da Associação Orquestrando Arte, acesse www.orquestrandoarte.org.
Se deseja ser voluntário ou fazer doações, entre em contato através do telefone (055) 98114-9042 ou e-mail orquestrandoarte@gmail.com.
A sede da Associação Orquestrando Arte está localizada no 2º andar do prédio da ULBRA, no endereço BR 287, KM 252, Trevo Maneco Pedroso, Boca do Monte.

Comunicação Visual no ponto de venda – Case Totem Vestibulares

Se “uma imagem vale mais que mil palavras”, conseguir dizer mil coisas sobre si é o melhor caminho para a empresa que busca seu espaço no mercado. Investir em comunicação visual é a porta de entrada para novos clientes, principalmente no ponto de venda. Isso garante até 40% de aumento em número de vendas e um bom retorno sob o valor investido em publicidade.

As características visuais são um fator fundamental na aproximação do cliente, facilitando a percepção do produto comercializado. As empresas que possuem um ambiente sinalizado com sua identidade visual ganham a confiança do consumidor potencial e viram referência no segmento.

Para a psicologia, há quatro fatores essenciais que influenciam na tomada de decisão na hora de uma compra. A motivação, a necessidade, a atitude e a personalidade. Esses fatores fazem o indivíduo se sentir exclusivo e estão ligados diretamente às características visuais do ambiente onde acontece o consumo/compra.

Apostando nisso, o Totem Vestibulares investiu na reformulação da sua marca e nos confiou a tarefa da sinalização visual dos seus espaços. Agora, o sucesso da empresa está materializado visualmente na estrutura física de todas as suas unidades.

Sua comunicação visual tinha como critério firmar a marca em três pilares: qualidade do produto, segurança dos resultados e conforto do espaço. A jovialidade da marca e o tradicionalismo do segmento foram alinhados com a nova sinalização do ambiente, aumentando a valorização pelos alunos. O retorno se traduziu em valor agregado, aumento da fidelização e do número de novos estudantes.

Comunicação Visual na construção civil – Case Construtora Jobim

Prédios em construção fazem parte da rotina santa-mariense. Tão comuns, só não passam despercebidos pelo barulho que emitem, e ser imperceptível não seria o ideal para esse tipo de mercado. Como saída, o setor da construção civil tem investido em publicidade, focando na comunicação visual dos seus pontos de venda (PDV).

O empreendimento de uma construtora é criar e vender espaço para quem busca investir em um imóvel. Alinhar esse objetivo com uma boa campanha publicitária constrói o elo entre oferta e demanda no atual mercado da construção civil, em especial quando se trata de espaços ainda na planta.

A comunicação visual promove as estratégias publicitárias e reforça a presença de marca da empresa. Essa presença age no processo psicológico da percepção, influenciando na forma como a mente conecta referências visuais e as armazenada no cérebro. O resultado é lembrança de marca e conquista do público-alvo.

Em Santa Maria, a Construtora Jobim é um exemplo desse resultado. Seu maior empreendimento, o Espírito Santo, conta com o planejamento publicitário da J. Adams Propaganda e a execução da comunicação visual da Jungton.

Das 4 torres que estão sendo construídas, a torre Amor, com entrega prevista para outubro de 2018, está completamente vendida. As torres Bondade e Caridade estão em excelente ritmo de vendas e tendem ao esgotamento da mesma forma. A torre Divindade ainda não está à venda.

Esse sucesso é fruto das ações realizadas, tanto em termos de identidade visual como a sinalização do empreendimento, que contou com placas de veículos personalizadas com o nome das torres que compõem o Espírito Santo; confecção de display em MDF com um demonstrativo da aparência final; letras caixa com a numeração do prédio e adesivação de tapumes e de vidros do ponto de venda, junto ao empreendimento.

As ações de comunicação fortaleceram a marca da Construtora Jobim em mais essa empreitada, reforçando a posição da empresa como referência no ramo da construção civil.